Pular para o conteúdo principal

Formação Vigília Pascal para cerimoniários



Observações: 

  • Cor Litúrgica: Branca 
  • Acontecerá a preparação do círio pascal; 
  • Terá junto com a preparação do Círio Pascal a Benção do fogo dependendo da paróquia acontece a procissão até a igreja, todos com suas velas; 
  • Chegando na igreja acontece a "Proclamação da páscoa" 
  • Serão 8 leituras; Contando com a Carta de São Paulo aos Romanos;
  • Serão 8 salmos responsoriais;
  • A cada final de salmo terá uma oração (OREMOS) estar no missal; 
  • Acontecerá também a liturgia Batismal aonde iremos Renovar nossas promessas batismais; 
  • Se acontecer batismo as orações irão ter alterações na liturgia batismal mais abaixo iremos entender;
  • Terá também a aspersão da água, então providenciar o necessário para a aspersão; 
  • Pergunta o padre se ele quer que seja feita a Ladainha de todos os santos ou as preces da comunidade; 


Estrutura Da Missa

  • Saudação 
  • Benção do fogo 
P. OREMOS: Ó Deus, que pelo vosso Filho trouxestes àqueles que creem o clarão da vossa luz, santificai = este novo fogo. Concedei que a festa da Páscoa acenda em nós tal desejo do céu, que possamos chegar purificados à festa da luz eterna. Por Cristo, nosso Senhor. 

T. Amém
  • Preparação do Círio 

P. Cristo ontem e hoje, / Princípio e Fim, / Alfa / e Ômega. / A ele o tempo / e a eternidade,
/ a glória e o poder / pelos séculos sem fim.

T. Amém.

P. Por suas santas chagas, / suas chagas gloriosas / o Cristo Senhor / nos proteja / e nos guarde. 

T. Amém.

(O sacerdote acende o círio pascal com o fogo novo) 

P. A luz do Cristo que ressuscita resplandecente dissipe as trevas de nosso coração e nossa mente.

  • Aclamação 
P. Eis a luz de Cristo! 

T. Demos graças a Deus!

  • Procissão
  • Proclamação da Páscoa (De pé) 
  • Convite
P. Meus irmãos e minhas irmãs, tendo iniciado solenemente esta vigília, ouçamos no recolhimento desta noite a Palavra de Deus. Vejamos como ele salvou outrora o seu povo e nestes últimos tempos enviou seu Filho como Redentor. Peçamos que o nosso Deus leve à plenitude a salvação inaugurada na Páscoa.

Atenção: Se as circunstâncias pastorais o exigirem, pode-se diminuir o número de leituras do Antigo Testamento. Porém, sejam feitas pelo menos três; e a terceira, que narra a passagem do Mar Vermelho, não pode ser omitida.

  • Primeira Leitura 
  • Salmo Responsorial
  • Oração (Oremos) 
  • Segunda Leitura 
  • Salmo Responsorial 
  • Oração (Oremos) 
  • Terceira Leitura  
  • Salmo Responsorial 
  • Oração (Oremos) 
  • Quarta Leitura 
  • Salmo Responsorial 
  • Oração (Oremos)
  • Quinta Leitura 
  • Salmo Responsorial 
  • Oração (Oremos) 
  • Sexta Leitura 
  • Salmo Responsorial 
  • Oração (Oremos) 
  • Sétima Leitura 
  • Salmo Responsorial
  • Oração (Oremos) 
  • Hino De Louvor
  • Oração (Oremos) 
  • Epístola: Carta de São Paulo aos Romano 
  • Aclamação ao Evangelho 
  • Evangelho 
  • Homilia 




  • Convite a oração 
Se houver Batismo: 

P. Caros fiéis, apoiemos com as nossas preces a alegre esperança dos nossos irmãos e irmãs (N.N.), para que Deus todo-poderoso acompanhe com sua misericórdia os que se aproximam da fonte do novo nascimento.

Se não houver Batismo: 

P. Meus irmãos e minhas irmãs, invoquemos sobre estas águas a graça de Deus Pai onipotente, para que em Cristo sejam reunidos aos filhos adotivos aqueles que renascerem pelo batismo.

  • Ladainha de todos os santos 
Se houver Batismo, o presidente da celebração faz a seguinte oração:

P. Ó Deus de bondade, manifestai o vosso poder nos sacramentos que revelam vosso amor. Enviai o espírito de adoção para criar um novo povo, nascido para vós nas águas do batismo. E assim possamos ser em nossa fraqueza instrumentos do vosso poder. Por Cristo, nosso Senhor. 

  • Benção da Água Batismal 
P. Ó Deus, pelos sinais visíveis dos sacramentos, realizais maravilhas invisíveis. Ao longo da história da salvação, vós vos servistes da água para fazer-nos conhecer a graça do batismo. Já na origem do mundo, vosso espírito pairava sobre as águas para que elas concebessem a força de santificar. Nas próprias águas do dilúvio prefigurastes o nascimento da nova humanidade, de modo que a mesma água sepultasse os vícios e fizesse nascer a santidade. Concedestes aos filhos de Abraão atravessar o mar Vermelho a pé enxuto, para que, livres da escravidão, prefigurassem o povo nascido na água do batismo. Vosso Filho, ao ser batizado nas águas do Jordão, foi ungido pelo Espírito Santo. Pendente da cruz, do seu coração aberto pela lança fez correr sangue e água. Após sua ressurreição, ordenou aos apóstolos: “Ide, fazei meus discípulos todos os povos, e batizai-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.” Olhai agora, ó Pai, a vossa Igreja, e fazei brotar para ela a água do batismo. Que o Espírito Santo dê, por esta água, a graça do Cristo, a fim de que o ser humano, criado à vossa imagem, seja lavado da antiga culpa pelo batismo e renasça pela água e pelo Espírito Santo para uma vida nova.

(O sacerdote, se for oportuno, mergulha o Círio na água dizendo:)

P. Nós vos pedimos, ó Pai, que por vosso Filho desça sobre toda esta água a força do Espírito Santo. E todos os que, pelo batismo, forem sepultados na morte com Cristo, ressuscitem com ele para a vida. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém.

 (O sacerdote retira o Círio da água, enquanto o povo aclama:)

T. Fontes do Senhor, bendizei o Senhor! Louvai-o e exaltai-o para sempre!

(Passa-se diretamente para a renovação das promessas do Batismo: no 38.)

Se não houver Batismo nem bênção da água para batismos posteriormente, o presidente da celebração benze a água para a aspersão do povo com a seguinte oração:

P.  Meus irmãos e minhas irmãs, invoquemos o Senhor nosso Deus para que se digne abençoar esta água, que vai ser aspergida sobre nós, recordando o nosso batismo. Que ele se digne renovar-nos, para que permaneçamos fiéis ao Espírito que recebemos.

(Todos rezam em silêncio por alguns instantes.)

 Senhor nosso Deus, velai sobre o vosso povo e nesta noite santa em que celebramos a maravilha da nossa criação e a maravilha ainda maior da nossa redenção, dignai-vos abençoar esta água. Fostes vós que a criastes para fecundar a terra, para lavar nossos corpos e refazer nossas forças. Também a fizestes instrumento da vossa misericórdia: por ela libertastes o vosso povo do cativeiro e aplacastes no deserto a sua sede; por ela os profetas anunciaram a vossa aliança que era vosso desejo concluir com a humanidade; por ela finalmente, consagrada pelo Cristo no Jordão, renovastes, pelo banho do novo nascimento, a nossa natureza pecadora. Que esta água seja para nós uma recordação do nosso batismo e nos faça participar da alegria dos que foram batizados na Páscoa. Por Cristo, nosso Senhor

T. Amém


(Segue-se a renovação das promessas do Batismo.) 
  • Renovação das promessas do batismo 
  • Aspersão com a água abençoada 




  • Convite a oração (Orai irmãos e irmãs...) 
  • Oração sobre as oferendas
  • Oração Eucarística 
  • Rito da Comunhão 
  • Oração Depois da comunhão 



  • Benção Final e despedida 

Postagens mais visitadas deste blog

18 Motivos inusitados para ser Acólito

Formação Missa Lava-pés e ceia do senhor para cerimoniário

Alguns deveres do Acólito