Pular para o conteúdo principal

Postagens

O significado de cada dia da Semana Santa

Domingo de Ramos O Domingo de Ramos abre, por excelência, a Semana Santa, pois celebra a entrada triunfal de Jesus Cristo, em Jerusalém, poucos dias antes de sofrer a Paixão, a Morte e a Ressurreição. Este domingo é chamado assim, porque o povo cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para cobrir o chão por onde o Senhor passaria montado num jumento. Com isso, Ele despertou, nos sacerdotes da época e mestres da Lei, inveja, desconfiança e medo de perder o poder. Começa, então, uma trama para condená-Lo à morte. A liturgia dos ramos não é uma repetição apenas da cena evangélica, mas um sacramento da nossa fé, na vitória do Cristo na história, marcada por tantos conflitos e desigualdades. Segunda-feira Santa Neste dia, proclama-se, durante a Missa, o Evangelho segundo São João. Seis dias antes da Páscoa, Jesus chega a Betânia para fazer a última visita aos amigos de toda a vida. Está cada vez mais próximo o desenlace da crise. “Ela guardava este perfume para a minha sepult…
Postagens recentes

Formação para cerimoniário - Vigília Pascal

20 de Abril de 2019
Cor litúrgica:Branco 
"Ó noite de alegria verdadeira" 


Vigília Pascal
1. Segundo a antiquíssima tradição, esta noite é "uma vírgula em honra do senhor" (Ex 12,42). Assim os fiéis, segundo a advertência do evangelho (Lc 12,35ss), tendo nas mãos lâmpadas acesas. sejam como os que esperam o Senhor, para que ao voltar os encontre vigilantes e os faça sentar à sua mesa.

2. Deste modo se realiza a vigília desta noite: após breve celebração da luz (primeira parte da vigília), medita a igreja sobre as maravilhas que Deus realizou desde o inicio pelo seu povo, que confiou em sua palavra e sua promessa (segunda parte  ou liturgia da palavra), até que, aproximando-se a manhã da ressurreição, seja convidado, com os membros que lhe nasceram pelo batismo (terceira parte), a participar da mesa que o senhor lhe preparou por sua morte e ressurreição (quarta parte).

3. Toda vigília pascal seja celebrada durante a noite, de modo que não comece antes do anoitecer do sáb…

Formação para cerimoniário - Sexta-feira da Paixão do Senhor

19 de Abril de 2019
Cor litúrgica:Vermelho "A quem procurais?" 
Celebração da Paixão do senhor 
1. Hoje, segundo antiga tradição, a igreja não celebra os sacramentos.
2. O altar esteja totalmente despojado: sem cruz, cartiçais ou toalha.
3. Na tarde da sexta-feira, pelas três horas, a não ser que por razões pastorais aconselhem horas mais tardias (ou mais cedo), procede-se à celebração da Paixão do Senhor, que consta de três parte: Liturgia da Palavra, adoração da cruz e comunhão eucarística.
Neste dia, a sagrada comunhão só pode ser distribuída aos fiéis durante a celebração da paixão do senhor, mas poderá ser levada a qualquer hora aos doentes que não possam participar da celebração.
4. O sacerdote de paramentos vermelhos, aproximam-se do altar, fazem-lhe reverência e prostam-se, aqueles que acompanham se ajoelham-se. Todos rezam em silêncio por alguns instantes.
5. O sacerdote, com ministros, dirige-se para a cátedra, voltado para o povo e de mãos unidas diz uma das seguintes ora…